A QUEM CABE DISCUTIR SOBRE SEXUALIDADE EROTISMO E PROTEÇÃO?

Os papeis que assumimos, de pais, educadores e lideres na construção social nos chamam a refletir sobre o tema sexualidade erotismo e proteção, pois no atual período histórico e político em vivemos, a mídia acaba nos confundido ainda mais ao invés de elucidar sobre esse tema. Ficamos nos questionando para saber o que seria melhor para nossos filhos, assumir um papel ativo na construção da vida emocional e afetiva, revendo nossos próprios valores e tendo uma posição coerente com estudos já feitos ou seguir modelos prontos como verdade absoluta e inquestionável, ou seja, aquilo que o pastor, o politico ou determinado profissional afirmou. Sendo assim, parece que todos podem e devem opinar sobre qualquer tema e infantilizados buscamos a justiça para dizer quem está certo, o que acaba levando a equívocos e muitas distorções do que é desenvolvimento humano e em que idade se pode/deve falar sobre tais assuntos. Em nome da proteção delegamos a outros quais assuntos que cabem a escola e quais assuntos cabem aos pais. Esta dicotomia muitas vezes, ao invés de colocar os pais e a escola em um dialogo coerente os coloca frente a frente como inimigos e não parceiros na construção do ser social. Vale ressaltar que, neste universo de falta de tempo e disponibilidade emocional dos pais para estar com seus filhos, diante de longas jornadas de trabalho que torna cada vez mais necessário terceirizar as funções e comprar o que a mídia impõe que você precisa para ser feliz, em que o ter se sobrepõe ao ser, acabam dificultando ou até mesmo impedindo que possamos ter um pensamento crítico e com isso entramos nesta confusão na tomada de decisão .
No consultório familiar ou atendimento de pais e filhos chegam as mais diversas demandas e entre elas, aparecem estas discussões acerca da sexualidade, em que alguns pais se espantam com o professor mostrando figuras de partes do corpo humano, e, sem perceber, algumas vezes são indiferentes com outras questões, que podem ser até mais perigosas, tais como: incitar a violência entre as pessoas sentindo-se empoderado com uso de armas que tanto podem ser usada para tirada a vida ou mesmo uma arma “inofensiva” como o mais moderno celular, ou tablets que crianças de 10 anos tem acesso a vários sites com inúmeros conteúdos impróprios para sua idade, inclusive eróticos e pornográficos. Em meio a tudo isso, sabemos que o desejo é de proteger as crianças, mas proteção não é sinônimo de privação e sim de amparo, e diante dessa confusão fica fácil se sentir perdido, o que aumenta a necessidade de pensar na postura de pais e professores diante destes assuntos polêmicos que vem e virão a tona a serviço de algum interesse que nem sempre é explicito.
Neste mundo em que estamos perdidos, se torna difícil olhar para dentro de si e descobrir quais atitudes nossas estão trazendo prejuízos ao desenvolvimento de nossas crianças. A falta de diálogo aberto dos pais para com seus filhos, por sua própria incapacidade de lidar com sua sexualidade tem trazido muito prejuízo. A falta de tempo e paciência destes mesmos pais de estar próximo a escola e contribuir com os conteúdos ensinados em uma participação reflexiva e de pesquisa, tem levado a grandes prejuízos a humanidade, filhos sem senso crítico, sem capacidade de escolha, sem argumentos tornam-se repetidores de notícias sem fundamento nenhum. Porém, alguns caminhos possíveis se apontam e nestes caminhos centrais, está a psicologia, que equivocadamente, muitos se apropriam para dizer que tudo causa traumas, mas que não pode invalidar a verdadeira importância de contar com o profissional da psicologia, pois é esse profissional que estuda o desenvolvimento humano, e que deveria participar ativamente nas escolas, analisando e orientando a comunidade escolar na busca de criar uma relação de confiança e parceria para proteger sim todos da ignorância que hoje vivemos.

Escrito por:
Noemi Paulina Cappellesso Finkler
CRP 08/03539

Cheila Rotta Scheibel
CRP 08/16663

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!