NA REALIDADE ATUAL, COMO SOLUCIONAR PROBLEMAS?

Nesse momento de instabilidade econômica e política que estamos vivendo, a sensação de medo e insegurança tomam conta de um grande número de pessoas, sejam elas colaboradores ou empresários, que por não conseguirem vislumbrar o futuro sentem-se vulneráveis. Os colaboradores temem pela demissão e os empresários temem não conseguir honrar os compromissos assumidos. Ambos, diante disso, com a ideia de buscar uma saída e “salvar sua própria pele”, muitas vezes tomam atitudes individualistas perdendo o espírito de equipe. O problema é que vivemos em uma realidade interdependente e nossas atitudes, mesmo não desejando, irão interferir de alguma forma no meio que estamos inseridos.

É tempo de reinventar. Nada melhor para isso do que vencer a barreira que separa o eu do nós e criar equipes que se motivem na busca de soluções, pesquisando as necessidades do momento, vislumbrando oportunidades para evoluir nesse contexto, vencendo o medo do futuro. Pessoas conectadas sentem-se mais seguras por poder contar com outras que contribuam com ideias e visões diferentes para pensar no problema e encontrar soluções. Porém, com frequência encontramos nesses momentos pessoas que só apontam culpados e identificam vítimas e com isso perdem tempo e talento. Esses poderiam ser melhor aproveitados se utilizados para a busca de novos caminhos e criação de novos produtos e serviços que satisfaçam as necessidades da sociedade.
Em situações ameaçadoras, dois comportamentos são observados: o de luta ou de fuga. Para qualquer um destes, é importante haver uma análise. Qual a consequência da fuga? Que estratégia de luta é mais adequada? No mundo corporativo, em situações como a que vivemos, é comum as pessoas realizarem rotinas de trabalho exaustivas sem ouvir ninguém, acreditando que sozinhas vão salvar sua “pele”, mas se sobrecarregam a ponto de não poder suportar. Outros, para fugir da situação sem se importar com o que acontece com os demais tomam decisões impulsivas e embarcam em qualquer proposta nova que aparece e com o tempo encontram-se na mesma situação: frustrados e sem rumo.
Portanto, se a situação causa medo e insegurança se faz necessário uma análise do contexto com outros olhares, com pessoas que tenham conhecimento técnico para olhar de fora, com critérios e cuidados que permitam orientar para continuar na luta, ou sair na busca de novos caminhos com estratégias adequadas de intervenção.

Psicóloga – Terapeuta Familiar e de Casal
Noemi Paulina Cappellesso Finkler Noemi
CRP 08/03539

Psicóloga – Terapeuta Familiar e de Casal
Elisa Mara Ribeiro da Silva
CRP 08/03543

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!