CASAMENTO E PLANEJAMENTO FINANCEIRO.

No casamento é importante saber compartilhar, tornar o que é meu em nosso e isso se passa também pelo planejamento financeiro. O financeiro é um dos grandes conflitos dos casais, principalmente quando os dois trabalham e têm ganhos diferentes, projetos diferentes de como usar o dinheiro que recebem e fazer estes realmente serem vistos como nosso.
A base de um casamento sólido começa pelo amor, e passa pelos projetos e planejamento financeiro que condicione a realização dos sonhos de ambos, para que possam crescer no relacionamento e também crescer no financeiro. Colocar as contas na mesa e pensar juntos pode ser uma solução saudável, mas e preciso criar uma relação aberta para que a comunicação flua e as decisões sejam tomadas.
É comum em terapia ouvir o marido falar que o dinheiro da mulher e para ela usar com as “coisinhas” dela, mas quando vai ver na prática ela acaba usando todo ele com gastos familiares, mas que praticamente não aparece quando não é compartilhado o valor que cada coisa custa. Já o dinheiro do marido é determinado para os grandes projetos, assim parece que somente ele pode ter o poder decisório. A sugestão para os casais é que se utilizem de planilhas para o registro do ganho dos dois e da utilização do dinheiro dos dois, desta forma podem ver, compartilhar os projetos e investimento, sentindo-se parte de toda a construção e também responsáveis pelos erros e acertos. Constantemente, tanto o homem quanto a mulher escondem do parceiro como utilizam seus ganhos, não conseguindo viver com alegria o resultado de seu trabalho e muitas vezes acabam ficando angustiados, pois necessitam mentir sobre um objeto que adquiriram ou sobre um investimento que fizeram por medo de críticas e cobranças que se fossem discutidas anteriormente eliminariam este conflito.
Portanto, para um casamento saudável sugere-se que tanto o marido, quanto a esposa compartilhe seus sonhos e planejem quando os sonhos que requerem investimentos financeiros podem ser realizados sem criar conflitos e problemas futuros, pois os dois juntos assumem riscos calculados para cumprir seus compromissos. E, ainda, que cada um possa ter uma quantidade que gaste livremente sem precisar comunicar o outro, pois cada um tem conceito diferente do que é importante em um dado momento.
Assim sendo, que 2013 traga, para todos os casais empreendedores, saúde financeira embasando relacionamentos duradouros e oportunidade de crescimento pessoal e conjugal.

Psicóloga – Terapeuta Familiar e de Casal
Noemi Paulina Cappellesso Finkler
CRP 08/03539

Psicóloga – Terapeuta Familiar e de Casal
Elisa Mara Ribeiro da Silva
CRP 08/03543

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!