CASAMENTO A CAMINHO DA MATURIDADE .

Caso o seu casamento tenha resistido às fases anteriores, e mesmo com tantas adversidades, conflitos e divergências vocês continuam a caminhada, fiquem certos que a viagem agora começa a ter paisagens mais encantadoras e vocês encontrarão no caminho os frutos que merecidamente podem saborear juntos. No entanto, ainda deverão fazer escolhas para a colheita e isto exige sabedoria para utilizar os conhecimentos adquiridos ao longo desta trajetória, além de paciência para esperar os frutos que ainda não estão maduros amadurecer para que no futuro possam deles compartilhar.
Segundo Johnson & Whiffen (2012), a relação amorosa entre adultos envolvem dois parceiros em razoável igualdade de condições, em que ambos, às vezes, se sentem ameaçados, amedrontados ou feridos em sua necessidade de proteção ou conforto. Então nesta caminhada do casamento em que ambos já estiveram lado a lado no processo de descobertas um do outro,onde algumas vezes ambos foram empáticos, estimularam-se sexualmente, procuraram gratificação sexual e se apoiaram mutuamente para que o relacionamento evoluísse,agora estão mais seguros para continuar crescendo como pessoa e no processo da manutenção do casamento e da família.Sem dúvida, nesta fase os cônjuges já estão mais seguros na escolha que fizeram e entenderam que o “felizes para sempre” são intervalos cíclicos do plantio à colheita. Para que a colheita aconteça se faz necessário o gerenciamento das adversidades com o respeito das individualidades que em algumas fases anteriores do casamento, por ciúmes, insegurança e disputa do poder, se perderam. Ambos precisam cuidar-se para estar saudáveis, fazendo-se atraente um para o outro, tanto fisicamente, quanto emocional e intelectualmente. Para que o amor cresça e floresça se faz necessário o acompanhamento da vida do outro com admiração para motivar a caminhada e acertar o passo. Caso não haja o desejo do compasso, cada um continuará com seu destino e não acontecerá a sincronia. Contudo, esta fase do caminho, a maturidade, não significa ausência de conflitos. Significa que os dois já aprenderam muitas coisas um do outro, a resolução fica mais fácil e a separação não mais desejada.
Para os casais que se encontram nesta fase desejamos que entrem 2015 com o pé direito, cultivando afeto, plantando e colhendo respeitando à individualidade, planejando o caminho para a continuidade do relacionamento. Da mesma forma, àqueles que não atingiram ainda a maturidade, que este novo ano seja mais um ano de aprendizagem para que possam crescer e se desenvolver, pois muito há ainda a fazer, mas sempre vale a pena cultivar, cuidar, certos que a recompensa é uma colheita próspera e recompensadora.

Psicóloga – Terapeuta Familiar e de Casal
Noemi Paulina Cappellesso Finkler
CRP 08/03539

Psicóloga – Terapeuta Familiar e de Casal
Elisa Mara Ribeiro da Silva
CRP 08/03543

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!